Desfrute do ar puro das aldeias de montanha

 

   

    

   O Património Sociocultural das  Aldeias de Montanha

 

    A região da Serra da Estrela possui um rico património sociocultural onde pontificam procissões, festas e romarias e as práticas quotidianas resultantes de usos e costumes ancestrais.        Muitas destas formas de estar estão relacionadas com a longa tradição silvopastoril desta região da Serra. Embora a criação de gado bovino e caprino já não assuma a importância que teve no passado, continua a marcar, profundamente, as memórias e tradições das gentes serranas.

 

    A comprovar a antiguidade da ocupação humana da região encontram-se sepulturas antropomórficas em Loriga. Em relação ao património construído, podem visitar-se, igrejas, capelas, pontes medievais, alminhas, cruzeiros, chafarizes e fontes. São notáveis, ainda, os exemplos de arquitectura popular como os edifícios de habitação, os moinhos de água, os fornos comunitários e os lagares, que, utilizando os materiais naturais característicos de cada local, confirmam a adaptação do homem ao meio ambiente. 

 

    São terras de rica e variada gastronomia baseada em excelentes produtos naturais. Existem inúmeras receitas culinárias de elaboração artesanal, tais como o Queijo da Serra da Estrela, o requeijão, o azeite, o pão de centeio, a broa de milho, o fumeiro tradicional e a aguardente de medronho.  

 

    Este conjunto de aldeias de montanha oferece, ainda, diferentes escolhas relacionadas com o lazer. Nos rios e ribeiros de águas correntes e límpidas existem zonas de banho e praias fluviais onde nos podemos refrescar nos dias quentes de Verão. Estes cursos de água oferecem, também, boas condições para a pesca desportiva. 

 

     O relevo acidentado e o valor ambiental da paisagem determinam boas condições para a prática de actividades de aventura e pedestrianismo. As múltiplas opções de caminhadas convidam o visitante a percorrer um intrincado labirinto de veredas que estabelecem a ligação entre aldeias e permitem a condução dos rebanhos ao monte.

 

 

Caracterização das cinco Aldeias de Montanha 

     No concelho de Seia, em plena Serra da Estrela, numa área que abrange Alvoco da Serra, Cabeça, Lapa dos Dinheiros, Sabugueiro e a vila de Loriga encontra-se um pitoresco conjunto de vilas e aldeias de montanha. Alojadas em vales cavados por rios e ribeiras que têm as suas nascentes nos altos da Serra, constituem um local privilegiado de encontro com a natureza e possuem uma população afável, acolhedora e possuidora de uma sabedoria ancestral.

 

    Este território, apesar de ocupar uma pequena área, encerra uma considerável diversidade de paisagens, ambientes naturais, condições climáticas, um conjunto de tradições e um leque amplo de motivos para se visitar em qualquer época do ano.

 

     O concelho de Seia é composto por vinte e nove freguesias e cerca de uma centena de povoações.

 

    Encostado à vertente ocidental da Serra da Estrela, o concelho de Seia detém no Sabugueiro a aldeia mais alto do país, com 1.100 m de altitude, na estrada directa de Seia a Covilhã e que atravessa a serra nos seus pontos nevrálgicos: as Lagoas, a Torre, os Cântaros, a Senhora dos Pastores e Espinhaço do Cão.

 

    As outras freguesias estão numa média altitude que vai desde os 800 metros em Loriga, 550 em Seia e de 600/700 m para as restantes povoações dispersas pela planície que se estende entre o Mondego e o Rio Alva na direcção da Serra. 

 

    A maioria assenta em terrenos férteis, onde abundam as culturas tradicionais da Beira, enraizadas numa agricultura de subsistência. As que mais se encostam à montanha ou com assento nas ondulações têm, desde recuados tempos, uma tradição de pecuária que assenta no aproveitamento dos pastos abundantes e na sua riqueza florestal.

 

    Seia é o ponto de partida para excursões que dão ao visitante a contemplação dos mais surpreendentes panoramas. A cidade de Seia e o seu concelho são sem dúvida, a “Porta da Estrela mais bela e fascinante”, de acordo com a classificação dos componentes dos destinos turísticos defendida pelo autor Ignarra (1999).

  

 

Procurar no site

Contatos

Aldeias-montanha-online http://cms.aldeias-montanha-online.webnode.com.pt/

Questionário

O que acha do conteudo do nosso site?

Não achei nada de interessante (35)
70%

Achei muito interessante (15)
30%

Total de votos: 50

 

Links Uteis

 

 Clique nas imagens para aceder a outros sites do seu interesse!!